BLOG-Educadores cristãos participam do 22o. Seminário da ECJ em Jundiaí

BLOG-Educadores cristãos participam do 22o. Seminário da ECJ em Jundiaí
22 de janeiro de 2022 Escola Cristã Jundiaí

Primeiro evento do ano visa a reforçar a missão de todo o corpo docente

É sabido que o cristianismo consiste no conjunto dos mais diversos grupos que têm em Cristo seu referencial de fé, estando espalhado nos quatro cantos do mundo. No Brasil, por exemplo, a base cristã atua desde a sua formação como nação e até hoje sua influência sobre a sociedade é reconhecida.

Desta forma, o Seminário de Educadores Cristãos chegou à sua 22a. edição nesta quinta-feira (20), reunindo participantes durante dois dias na Igreja Batista Boas Novas, em Jundiaí (SP), para o qual também vieram caravanas de outras cidades como Botucatu (SP) e Rio de Janeiro (RJ). O projeto de reunir o corpo docente da Escola Cristã Jundiaí e de outras entidades parceiras, contando com o apoio das equipes como secretaria e administrativo, por exemplo, começou há mais de 20 anos e, desde então, tem frutificado dia após dia.

De acordo com a professora Silviane Rios, que participa desde a primeira edição do evento, o propósito dos organizadores vem ganhando cada vez mais corpo entre os educadores. “Os seminários são sempre um renovo para a nossa missão de educar. Possibilitam trocas enriquecedoras de experiências, histórias de vida inspiradoras, novos olhares e perspectivas para o nosso trabalho, e isso nos faz sempre esperar pelo próximo”, conta.

Esta questão de manter os professores e demais envolvidos na proposta da escola que é, de forma intrínseca, andar nos preceitos bíblicos, é um grande desafio na atualidade, segundo Harold Walker, mantenedor da Escola Cristã Jundiaí e primeiro palestrante da 22a. edição. “Muitos têm facilidade em se declarar cristãos, entretanto, na prática, pouco se diferem dos demais. Sabemos que tanto a religiosidade dogmática quanto o Humanismo são extremos e o educador cristão precisa preencher esta lacuna presente entre ambos, o que chamamos de terceira via na educação”, detalha.

Ele complementa que algumas visões trazidas do meio secular e acadêmico são incoerentes, pois são uma miscelânea de impressões naturais, sobrenaturais, pré-modernas, modernas e pós-modernas. Nesta esteira, em sua exposição no primeiro dia do evento, esclareceu que a cosmovisão cristã não é apenas uma expressão de fé pessoal ou mesmo uma teoria e, sim, um modo de vida aplicável a todas as esferas. “No centro dos desafios e mudanças dos dias de hoje, vemos que a verdade e a moralidade estão sendo ignoradas, quando não rejeitadas. Neste contexto humanista, a própria existência da verdade normativa está sendo desafiada”.

Um ponto levantado durante as palestras foi também a relevância de cada professor estar disposto a levar adiante o propósito da educação cristã. Entre os profissionais que permeiam a sociedade, o que mais influencia na formação do caráter das pessoas é o educador que trabalha horas a fio em uma posição de autoridade e de liderança diante de indivíduos que dependem diretamente dele, a saber, seus alunos. Por isso, não é raro quando eles ouvem mais seus professores que propriamente seus pais.

Na oportunidade, o professor de Educação Física Guilherme Schiavolin destacou que as discussões durante o seminário são sempre aproveitadas em sala de aula. “As conexões são inevitáveis no dia a dia com os alunos e buscamos aproveitar as oportunidades e repassar o que aprendemos aqui ao longo do ano”, relata.

Mas abraçar esta causa implica embates de forma direta, em especial, relativos a temas como gênero, ecologia e política, entre outros. À medida que existem diferenças sociais, culturais e religiosas, os educadores cristãos são os responsáveis pela formação de opiniões e por mediar opiniões da era moderna com sabedoria, incentivando a vivência dos valores e dos princípios bíblicos.

Por isso, o seminário trouxe os palestrantes Arlindo Souza, Sue Ellen Fuentes, Cecília Resende e Renata Gazzinelli, com a finalidade de abordar temas como autoridade em sala de aula, desafios da mulher cristã e a importância da comunicação, indispensáveis no ambiente escolar.

É com esse amor pela educação que a Escola Cristã deseja a todos os professores um bom retorno às atividades. O seminário foi concluído com a certeza de que o objetivo foi alcançado e que os educadores saíram motivados a melhorar cada vez mais o modo como refletem a graça de Deus para que sejam não só ouvintes da Palavra, mas praticantes da verdade que ensinam.

Harold Walker

Silviane Rios

Guilherme Schiavolin